Notícias

19/01/2015 - Portos do PR movimentam 2% menos granéis sólidos em 2014
A movimentação de granéis sólidos nos portos paranaenses caiu 2% em 2014, para 31,230 milhões de toneladas, ante 31,909 milhões de toneladas registradas no ano anterior, como informou a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), na última semana.

A soja mantém-se como produto mais embarcado nos portos do estado, mas os 7,5 milhões de toneladas exportados pelo Paraná representam queda de 3,84% ante os 7,8 milhões de toneladas registrados em 2013. Os carregamentos de farelo de soja cederam 4,09%, de 5,40 milhões de toneladas para 5,18 milhões de toneladas. Ainda entre granéis mais embarcados estão açúcar (4,399 milhões de toneladas) e milho (4,204 milhões de toneladas), segundo a Appa.

Segundo Luiz Henrique Dividino, diretor-presidente da Appa, o resultado ficou abaixo do esperado. "Nos granéis agrícolas, por exemplo, a pequena queda percebida se deu pela redução dos preços dos grãos na Bolsa de Chicago, que desestimulou a venda para o mercado exterior", disse.

Vale destacar, no entanto, que as exportações do complexo soja cresceram 6,9% em 2014, para 60,19 milhões de toneladas (45,69 milhões de toneladas de grão, 13,71 milhões de toneladas de farelo e 1,18 milhão de toneladas de óleo), segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). As importações de fertilizantes cresceram 5,41%, de 9,20 milhões de toneladas para 9,70 milhões de toneladas.

Nos dois portos, no geral, foram movimentados 45,5 milhões de toneladas em cargas, das quais 27,9 milhões de toneladas em exportação e 17,1 milhões de toneladas em importação. O resultado foi 1,3% abaixo do registrado durante 2013, quando foram movimentados 46,1 milhões de toneladas em cargas, segundo a Administração dos portos de Paranaguá e Antonina.

Medidas

O governo anunciou na última semana uma série de medidas para facilitar o escoamento da produção, que incluem incentivo do uso de portos localizados nas regiões Norte e Nordeste, automatização do sistema de agendamento da chegada de caminhões ao Porto de Santos, colocação de cascalho e disponibilização de tratores para socorro de veículos atolados na BR 163.

Sem tratar de custos sobre os projetos para viabilizar o escoamento da safra deste ano, os ministros da Agricultura, Kátia Abreu, dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, e da Secretaria de Portos, Edinho Araújo, disseram que o País não deve enfrentar problemas em transportes de produtos agrícolas da fazenda para os portos.
Moreflex Borrachas
Rod. RS 240, Km 06 - Cx. Postal 30 - Portão/RS - Brasil
Tel. (51) 3562-9500
     
Desenvolvimento INET Solutions - © Todos os direitos reservados - Moreflex Ltda - 2010