Notícias

29/09/2015 - Prefeitura descarta pedágio e estuda ação contra o Estado
O prefeito de Americana, Omar Najar (PMDB), descartou a implantação de uma praça de pedágio na Estrada Municipal Ivo Macris, que liga Americana, Paulínia e Cosmópolis, por considerar a medida economicamente inviável. Ele apontou que o fluxo de veículos no local não é intenso e a manutenção seria cara. Agora, Omar ameaça entrar com uma ação contra o Estado, caso o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) não reassuma a manutenção da via.

O prefeito espera o agendamento até sexta-feira de uma reunião com o diretor regional do DER, Danilo Luiz Desan. Além disso, pediu audiência com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) para tratar do mesmo assunto.

Caso não haja acordo, o prefeito cogita mover uma Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) contra a lei que transferiu a manutenção da estrada ao município. Ele alega que o Executivo não tem condições financeiras de arcar com a manutenção da estrada vicinal, que exige recapeamento. O TODODIA mostrou duas vezes neste ano o estado de degradação da via.

A Prefeitura de Paulínia informou que a maior parte da vicinal fica em Americana e apenas 490 metros estão no território paulinense. Por causa disso, o prefeito José Pavan Júnior (PSB), preferiu não comentar o assunto. A Prefeitura de Cosmópolis não se manifestou até o fechamento da edição.

O coordenador do Movimento Contra os Pedágios Abusivos no Estado de São Paulo, José Matos, defende outras alternativas, como proibir o tráfego de caminhões.

"Todo gestor municipal tem que ter consciência que toda mercadoria que entra na cidade está embutido no frete o preço do pedágio", apontou Matos.
Moreflex Borrachas
Rod. RS 240, Km 06 - Cx. Postal 30 - Portão/RS - Brasil
Tel. (51) 3562-9500
     
Desenvolvimento INET Solutions - © Todos os direitos reservados - Moreflex Ltda - 2010